26 de março de 2009

Assisti e Gostei. MUITO!

Ontem fizemos a despedida de nosso grupo pequeno com idéia muito boa: Cinema. Fomos assistir o tal famoso ganhador dos oscars “Quem quer ser um milhionário”. Eu já tinha ouvido falar que o filme era bom, mas o que eu vi me surpreendeu. O filme me surpreendeu porque:

1 – a fotografia do filme é espetacular. Eu sei que a gente tá acostumado com favela, mas nenhuma se compara aquilo!

2 – a Índia mostrada no filme é totalmente diferente da novela das oito! Achei isso muito legal, porque enquanto a nossa Índia made in Brazil foge da realidade ao exagerar no romantismo, a Índia made in India é forte, realista, pobre, sem maquiagem alguma!

3 – o roteiro do filme é ótimo! (eu não sou crítico de cinema – mas também não precisa ser para se reconhecer um bom script). Gostei demais da trama do filme. Gostei do tema abordado pelo filme.

4 – Como estudioso das cosmovisões, reconheci no filme um prato cheio para esse tema! Ele mostra da cosmovisão hindu das castas, até o fatalismo dos muçulmanos. O filme é cheio de insights!

5 – minha cena favorita: só vim me perceber depois… mas eu acho que a cena em que o explorador de pedintes cega um dos garotos para que se ganhe mais dinheiro como cego, me fez perder o sono! É uma metáfora perfeita dos nossos dias… É isso mesmo! É exatamente isso que vemos hoje em dia… como a cegueira dá dinheiro… é por isso que  estão tão interessado na ignorância do povo, para que possam lucrar com esse sistema. Estou falando em todas as áreas, governo, economia, educação, mídia, lazer, igreja e família. O controle que esses sistemas exercem (ou não) na vida das pessoas tem dois objetivos:

a – cegá-los!

b – lucrar em cima deles.

Aplicação: Embora o filme mostre justamente o contrário, que não podemos mudar o destino (fatalismo) penso que ao mesmo tempo tem muito a dizer sobre como e quando queremos trasnformar a realidade. É possível sim, transformar.

Mas onde começa? na mente… Primeiro, não me conformando com a realidade. Rejeitando todo conformismo, comodismo, determinismo, fatalismo etc!

Depois, renovando o pensamento. Deixando de repetir e começando a refletir. Pensar com Deus, “arrazoar junto dele!”

Pra que? para que eu possa experimentar a perfeita, boa e agradável vontade de Deus. (Rom 12:2)

Isso acontecendo, podemos ter esperança de um futuro melhor. Um indivíduo de cada vez. E aí?

“Quem quer ser um milhionário de verdade?”

slum-dog-millionaire

Um comentário:

paolagiusti disse...

Me deixou com mais vontade ainda de assistir! :):)