15 de agosto de 2010

Geração de servos inúteis?!?!



Reflexão sobre a parábola dos talentos.

...acabei de chegar de um culto de jovens. Preguei sobre a parábola dos talentos… peguei esse texto justamente por perceber como vive a juventude hoje. Nunca se viu tanta gente tão bem capacitada e ao mesmo tempo tanto potencial desperdiçado...

Nesta parábola (Mat 25:14-30), Jesus compara o reino a um senhor que sai para longe e divide seus bens entre os servos. Cada um recebe conforme sua capacidade. Dois servos multiplica seus talentos. Mas teve um...

Vamos falar justamente desse um. Este enterrou o talento. Por que? A justificativa dele foi essa:

"Senhor, eu te conhecia, que és um homem duro, que ceifas onde não semeaste, e recolhes onde não joeiraste e, atemorizado, fui esconder na terra o teu talento; eis aqui tens o que é teu" v.24 - 25.

Jesus chama esse servo de inútil. Igualzinho a nossa geração. Um monte de gente, dentro das igrejas, esperando Jesus voltar, com os talentos enterrados e obra de palha pra agüentar. Eu creio que essa nossa geração poderia ser chamada de a geração de servos inúteis.

1. Os servos inúteis dizem conhecer ao Senhor (mas não O conhecem).

2. Os servos inúteis servem a Deus por medo (e não por amor).

3. Os servos inúteis escondem seus talentos (e não os multiplicam).

4. Os servos inúteis entregam ao Senhor o que não lhes custa nada (e nao se entregam por completo).

Minha oração é que as pessoas começassem a pensar diferente, a renovar a mente, para poder descobrir a vontade de Deus. E não se amontoassem nas igrejas, como se fossem "topics" espirituais...que os levassem pro céu. Só o Senhor, né não?!

Fiquem na paz.

Saulo

Nenhum comentário: